MCCE cobra que PROCON fiscalize as empresas de transporte público de Maceió

Por Cledson Silva, do Salve Alagoas

 

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), encaminhou na última sexta-feira (24), um ofício ao superintendente do PROCON, Rodrigo Cunha, cobrando fiscalização nas empresas que operam o sistema público de transporte em Maceió.
 
De acordo com Fernando CPI, coordenador do MCCE em Alagoas, o ofício pede que órgão fiscalize as péssimas qualidades no serviço ofertado pelas empresas da capital, como a falta de segurança, idade da frota, despreparo de alguns profissionais no tratamento com os passageiros, além dos atrasos que são constantes.


Ainda de acordo com Fernando, outras ações semelhantes já foram colocadas em prática em diversas cidades do país, inclusive, com a interdição de algumas empresas de transporte público. "Temos uma das passagens mais caras do Brasil, esperamos que no mínimo seja oferecido um serviço de qualidade", disse o coordenador do MCCE.