OAB de Imperatriz em defesa dos idosos e portadores de deficiência

Por Márlon Reis 

 

A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Imperatriz realiza hoje sessão em que será apresentada à sociedade a Comissão Pró-Idosos e Deficientes. O evento acontecerá no auditório da entidade, hoje (7 de outubro), às 18 horas.

Minha esposa, Ana Lucrécia, e eu estaremos presentes como forma de demonstrar nosso aplauso público a essa iniciativa. O Brasil inteiro - e nossa região em particular - é carente de políticas públicas que promovam a inclusão e o respeito aos direitos. Por isso é importante estimular ações como essa, que mostram o caminho para o desenvolvimento de uma cultura de respeito ao próximo. 

Os idosos e os portadores de deficiência normalmente são vistos como “os outros”, ou “aqueles que estão fora”. Na verdade, são nada mais que nós mesmos. 

A velhice é uma dádiva que infelizmente não pode ser alcançada por todos. Para os que não tiverem sua jornada abreviada pela doença ou qualquer infortúnio, a chegada da “melhor idade” é algo que não se pode evitar. Então falar do idoso é tratar dos nossos avós, dos nossos pais, das pessoas mais vividas da nossa comunidade, mas também de nós mesmos. 

No outro prisma, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas, cerca de 10 por cento da população do mundo, ou 650 milhões de pessoas, vivem com algum tipo de deficiência física ou mental. 80 por cento dessas pessoas estão nos países em desenvolvimento, segundo o Programa das Nações Unidade para o Desenvolvimento. Trata-se, no dizer da  ONU, da “maior minoria do mundo”.

Devemos todos nos preocupar com essa temática, que afeta a todos e representa uma dívida moral da sociedade contemporânea. 

Por isso dedico essas linhas a homenagear a OAB, subseção de Imperatriz, pela importância conferida aos idosos e aos portadores de deficiência.

.
Esta matéria possui 1998 visualizações.




Comentário(s):